Lençóis Maranhenses


Um deserto pontilhado de lagoas azuis e verdes, muitas delas formadas pelas águas das chuvas que caem de janeiro a junho, dão a perfeita sensação de que se olha para gigantescos lençóis, balançados pelo vento sob o sol. Foi essa a impressão que técnicos da Petrobras tiveram quando sobrevoaram a área na década de 70, ainda no século 20. Em 1981 foi criado o Parque Nacional, ocupando uma área de 155 mil hectares, abrangendo 270 km de perímetro, nos quais se encontram alguns municípios, entre eles Barreirinhas, utilizado como apoio.
O Parque é formado por dunas que podem atingir 40 m de altura e estão em constante movimento por ação dos ventos.  Estendem-se por 100 km de litoral e 50 km de continente a dentro. Na parte mais interna, o predomínio é de "morrarias" as dunas coalhadas de lagoas. E são essas a principal atração daquela área.
site oficial
É um surpreendente presente da natureza, encontrar essas lagoas em meio à vastidão branca.. As dunas se distribuem em dois desertos, cortados pelo lento e encantador rio Preguiças: os Grandes Lençóis Maranhenses, a oeste do rio, e os Pequenos Lençóis, a leste. 
As lagoas mais conhecidas são a Lagoa Azul, a Lagoa Bonita e a da Boa Esperança. Ficam mais próximas de Barreirinhas.


Como cheguei aos Lençóis

De São Luís à Barreirinhas:
Parti de São Luís em uma van(trasporte coletivo) que contratei através da pousada onde me hospedei. São cerca de 260 km e gastamos 3:30 horas. Apesar da estrada ser bem conservada, o acostamento era precário, quase inexistente e com a grama, invariavelmente, invadindo a área. Além de animais atravessando a pista.

 
O ponto de apoio foi Barreirinhas. Após o almoço, contratei um tour Circuito Grandes Lençóis, na São Paulo Ecoturismo. Precisamos atravessar o rio Preguiças em uma pequena balsa. Depois se segue por uma estradinha de terra de 17 km, percorrida em cerca de 50 a 60 minutos, muito irregular e com trechos alagados.

O transporte é uma camionete adaptada. Só se pode entrar no Parque com guias autorizados.

 Travessia do rio Preguiças
O caminho de terra até a subida das dunas

O carro fica estacionado e começamos a verdadeira aventura. Primeiro é preciso fôlego, pois temos que subir uma duna de 30 metros. Só consegui porque havia uma corda amarrada no topo, onde pude ir apoiando na subida.

Dali se caminha entre as dunas entremeadas por lagoas, que na época (maio/2010) não estavam cheias, mas dava para um mergulho. Aguardamos o final do dia para contemplarmos o lindo por do sol.





Dicas
  • Não esquecer de chapéu, óculos escuros, protetor solar e água!
  • Há outros passeios que se podem fazer a partir de Barreirinhas. Por isso é válido ficar pelo menos 3 a 4 dias. Veja aqui

Comentários