Andanças pelo Norte Brasileiro


Entre 2010 e 2014 morei e trabalhei na Região Norte e como não podia deixar de ser, foi uma ótima oportunidade para conhecer mais um pouco do país. Foram várias as idas e vindas entre o Recife e o Amazonas, não sem antes fazer conexões por muitos dos estados brasileiros até chegar ao meu destino. Tão quanto as paisagens ressecadas do meu nordeste, a Floresta Amazônica e os rios da região passaram a fazer parte, com muita frequência, do meu dia a dia.

A primeira visão que tive da Amazônia foi durante a viagem de Cuiabá a Porto Velho em abril de 2010. Por mais que tenha lido, ouvido falar, visto em fotografias ou assistido em programas de TV, nada pode substituir a bela imagem daquele imenso tapete verde se estendendo abaixo dos meus olhos. 

E apesar de toda aquela grandeza, uma sensação de fragilidade tomou conta de mim e um sentimento de zelo e proteção invadiu o meu ser. Estava eu, ali, chegando à maior floresta tropical do mundo!

As copas das árvores gigantescas (chegam a atingir 80 m de altura), muito próximas uma das outras, dão o aspecto uniforme àquele imenso tapete. Porém, as águas dos rios em seus trajetos serpiginosos dão um toque de descontinuidade que deixam a região com uma beleza ímpar. 

Para falar um pouco sobre o que vi nessa bela região, agrupei aqui os posts relacionados a essas andanças.




Comentários