Amazonas

Com 1.559.161,682 km² de área é a maior unidade federativa do Brasil. Cerca de 25% da população indígena brasileira está concentrada nesta região. A economia está baseada no extrativismo, na indústria, mineração e pesca. Apesar de ter sido descoberto ainda no século 16, passou por período de abandono até a época conhecida como Ciclo da Borracha, onde a exploração do latex, verdadeiro "ouro negro", impulsionou a vida econômica e social de toda a região amazônica. Do ponto de vista cultural, há uma rica diversidade, resultante da influência indígena, africana, nordestina, principalmente.
Diversidade também se vê na rica fauna e flora, que tem seu expoente máximo na Floresta Amazônica, com mais de 90% da sua cobertura vegetal preservada. É no Amazonas que se encontram 20% da água doce do planeta, distribuídos no rio Amazonas e seus diversos afluentes.
Inúmeras espécies de peixes desses rios tornam a culinária amazonense saborosa que, aliada às exóticas frutas, a deixam ainda mais valorizada.
A influência das etnias que fizeram a história da região também é vista no rico e singular folclore, cada vez mais comprometido com a preservação da Amazônia.
Nem sempre é muito fácil viajar pelo amazonas, a capital, Manaus, não tem acesso adequado por terra, exceto se vier do estado de Roraima. Há uma outra rodovia, em precárias condições, ligando-a a Porto Velho, no estado de Rondônia, de onde se pode deslocar para as outras regiões do país. O transporte usual, dentro do estado, pela maioria da pulação é o barco.
Teatro Amazonas/Manaus

Muitas cidades só são acessíveis por barco e, as vezes, avião de pequeno porte.

Viajar pelo Amazonas é uma ótima oportunidade para conhecer e valorizar esse rico ecossistema, além de aprender um pouco mais sobre essa parte do país tão pouco conhecida pela maioria dos brasileiros.

Trabalhando e viajando pelos rios do Amazonas aqui.

Comentários