Cidade da Guatemala


Nova Guatemala, Cidade da Guatemala ou "Guate", para os nativos, é uma cidade moderna, com amplas avenidas, localizada a 1.500 metros de altura sobre o nível do mar e, por conta disso tem uma temperatura que varia 10 a 22 º C. Mas como todas as outras cidade da América Latina, padece com os problemas que atingem regiões onde há grande desigualdade social(pedintes, muitos, ambulantes, engarrafamentos, poluição, etc). Mas no geral é um lugar que vale a pena conhecer.

A cidade foi fundada oficialmente em 1776, para assumir o lugar de Antígua Guatemala, que estava quase toda destruída após um terremoto de grandes proporções. Porém a própria capital não está livre da violência das forças da natureza, como o terremoto de 1976 que danificou a estrutura de construções modernas e antigas.


Relativamente organizada a cidade está localizada no Valle de la Ermita e é envolvida por uma cordilheira e quatro vulcões, uma paisagem deslumbrante, principalmente quando se chega por via aérea.


A Cidade da Guatemala é dividida em 15 áreas, conhecidas por Zonas, com ruas e avenidas numeradas. A Zona 1 é onde se localiza o Centro Histórico com a Plaza Mayor, sempre movimentada com turistas, transeuntes, vendedores ambulantes e pombos; a Catedral Metropolitana, que resistiu, com poucas consequências ao terremoto e o Palácio do Nacional, sede do poder executivo, que pode ser visitado. 


A Catedral  teve a sua construção iniciada em 1782, em estilo neoclássico, possui uma cúpula azulada, altares em madeira e imagens vindas do que restou das igrejas de Antígua.


A zona 10 ou "Zona Viva" é uma área moderna, com animada vida noturna, com bares e restaurantes, é onde se localiza uma grande variedade de hotéis. Eu fiquei no Mercure Guatemala Casa Veranda, muito confortável, serviço de primeira.

Da janela do hotel

Na Zona 13 se encontra a maioria dos museus da cidade, entre eles o Museu Nacional de Etnologia e Arqueologia, que abriga um importante acervo composto por estelas, cerâmicas e ferramentas utilizadas pelos maias desde os períodos mais primitivos até o pós clássico.


Outros interessantes museus: Ixchel do Traje Indígena, onde há uma rica coleção das vestimentas tradicionais. Popol Vuh. 

O famoso Chicken Bus, também presente na capital da Guatemala

Fiquei apenas um dia e meio na cidade, mas foi o suficiente para saber que a maior capital da América Central tem muito a oferecer ao visitante. Portanto, para saber mais sobre outras atrações na Cidade da Guatemala você pode ver aqui.



Como fui para a Cidade da Guatemala
Eu cheguei ao país atravessando a fronteira com o México (veja aqui), para conhecer Tikal, na região de Petén. De Santa Helena/Flores viajei por via aérea (Avianca) até a Cidade da Guatemala, porém foi apenas uma passagem pelo aeroporto, de onde embarquei em um transfer coletivo (Atitlán Tours) para Antígua, depois Panajachel/Lago Atitlán. Dali, retornei, em outro transfer da mesma empresa, para a Cidade da Guatemala, onde pernoitei dois dias e de lá, no ônibus da Hedman Alas, deixei o país em direção a Copán, em Honduras.

Aeroporto Internacional da Gatemala - La Aurora

Comentários