Viajando pelo Altiplano Boliviano


Para se chegar ao Salar de Uyuni eu escolhi ir de trem. Foram cerca de 7 horas de viagem, admirando as belas paisagens do Altiplano Boliviano. Estava em La Paz e continuaria na Bolívia, pois o destino era o Salar de Uyuni, onde vários quilômetros quadrados de uma planície desértica e coberta de sal nos confunde em termos de proporção e distância. A partir da capital boliviana para se chegar a Uyuni, a pequena cidade base para quem se dirige ao Salar, pode-se ir de ônibus, avião ou trem.

As estradas na Bolívia são precárias e mesmo em um ônibus turístico não se levará menos de 10 a 12 horas para chegar. No ônibus regular, pior ainda, pois o longo tempo vai se aliar à completa falta de conforto dos veículos.

A segunda opção é ir de avião. A empresa Amaszonas leva uma hora e se pode desfrutar da bela paisagem do Salar, além de ganhar tempo.

Mas como adoro viajar de trem, essa foi a minha opção. No entanto a primeira parte da viagem é feita de ônibus até Oruro. São aproximadamente quatro horas de viagem. Poderia ser menos, se o ônibus não fosse um verdadeiro "pinga Pinga". 


De La Paz a Oruro



La Paz

... Às 6:30h o taxi me deixou no Terminal Rodoviário de La Paz. Dirigi-me ao guiche da Nasser, empresa de ônibus que me levaria à Oruro, onde a sonolenta agente me atendeu. Apesar de ter solicitado assento ao lado da janela, não percebi que no meu bilhete nenhum nº de poltrona estava marcado. 
Rodoviária
... O ônibus saiu no horário com poucos passageiros, no entanto antes de deixar a região metropolitana de La Paz, parou em dois outros locais onde todos os assentos foram ocupados, inclusive o meu. Foi quando percebi que não tinha assento marcado. Fui em direção ao motorista que estava do lado de fora do veículo vendendo passagens e depois de eu reclamar sobre a minha situação, marcou um nº de poltrona que já estava ocupado por outro passageiro, que gentilmente cedeu o lugar para mim.

...Seguiu-se um entra e sai de vendedores ambulantes oferecendo diversos produtos e me reportei à viagem que fiz de Teresina a São Raimundo Nonato no final de 2008. Lugares e culturas diferentes, mas a situação semelhante: um comércio instalado dentro do ônibus. Uma hora após finalmente seguimos viagem em direção a Oruro.

Fica a dica: Em viagens de ônibus comum na Bolívia, certifique-se se o número de sua poltrona está marcado no bilhete, caso contrário você correrá o risco de viajar em pé!
Foram 3 horas de viagem, passamos por lugarejos à beira da estrada com seu cotidiano simples e pobre. 


Paisagens planas e desérticas, rodeadas por montanhas, em altitudes superiores a 3 000 m.s.n.m., em pleno altiplano andino.












De trem pelo Altiplano Boliviano

No embarque havia muitos mochileiros na estação de trem, em Oruro. Na hora prevista o trem começa a deixar a cidade rumo à Uyuni. 




A reserva da passagem de trem entre Oruro e Uyuni pela Empresa Ferroviária Andina(fca), no Expresso Sur/executivo foi feita com cerca de um mês de antecedência, pela internet. Porém retirei e paguei o bilhete na ferroviária de Oruro.




Minutos após a partida o trem passa pelo lago Uru Uru e uma revoada de pássaros já prenuncia as belas paisagens que terei à minha janela.




A viagem é tranquila, apesar de durar cerca de 7 horas. O comboio tem calefação, TV com vídeo e é oferecido um pequeno lanche, desde que você esteja ocupando o vagão executivo.




A viagem superou minhas expectativas. À medida que avançávamos pelos trilhos, víamos aqui e acolá pequenos povoados e  moradores cuidando dos animais no pasto. Um belo registro da beleza e simplicidade do lugar.



As vezes a via férrea se aproximava da estrada, em alguns momentos deserta, outros com algum veículo trafegando. As vezes em asfalto outros na terra pura a levantar poeira.



Foi uma bela amostra da vida no altiplano Andino até os últimos raios solares darem lugar à noite fria, quando chegamos no povoado de Uyuni.


Comentários