Quito


A capital equatoriana está localizada a 2.800 m.s.n.m., aos pés do vulcão Pichincha e se espalha por um vale entre as elevações andinas. Por conta da altitude tem temperaturas  variando entre 10 e 20º C, apesar de ser cortada pela Linha do Equador. No entanto os locais dizem que se pode observar no mesmo dia todas as estações. Quito foi fundada em 1534, porém muito antes dos espanhóis a região já era ocupada pela tribo dos Quitus.
Mas no século 15 os incas dominaram os Quitus, como também os Caras que viviam na região costeira, transformando o lugar na mais importante cidade ao norte do seu império. No entanto o domínio inca durou pouco tempo, enfraquecidos pela disputa entre Atahualpa (herdeiro de Quito) e Huascar (reinando em Cusco),  os incas se tornaram presas fáceis para Francisco Pizarro.


Com a invasão espanhola ocorreu, como em todo o resto da América Hispânica, uma mudança de hábitos e costumes dos povos que  foram subjugados. Lá como no Peru surgiu um lento processo de fusão cultural. O período colonial se estendeu do século 16 ao 18 e a arte equatoriana que vemos hoje no Centro Histórico (Quito Colonial) é o que resultou da combinação dos estilos renascentista e barroco trazidos pela Igreja, com as influências indígenas e mestiças, levando ao surgimento da chamada Escola Quiteña de arquitetura e pintura e o resultado se pode ver na riqueza das igrejas, monastérios,  capelas, fachadas, retábulos e esculturas.


Esse conjunto artístico e arquitetônico é o maior e mais conservado da América do Sul, uma autêntica maravilha, que levou a UNESCO a o declarar Patrimônio Cultural da Humanidade em 1978. Sendo Quito, junto com Cracóvia as primeiras cidades no mundo a terem esse reconhecimento.


Uma visita à Quito Colonial deve começar pela Plaza de La Independência (Plaza Grande), ornada por palmeiras e um monumento à Independência. Em seu entorno os edifícios que representam os quatro poderes do período colonial: o Palácio do Governo, o Palácio Municipal, a Catedral e o Palácio Arzobispal.




  • A Catedral
Construída na segunda metade do século 16 (1562-1567). Muitos estilos foram usados. Gótico tardio nos arcos, mourisco no teto e barroco no altar principal. Decorada com obras da escola quitenha, em seu interior se encontram os restos mortais do libertador Antônio José Sucre.

Serviço
Quando: 2ª a Sáb. 09:30 às 17:30 h.
Tour guiado: US 1,5



Já entrei em muitas igrejas mundo a fora, inclusive na principal do mundo católico,  a Basílica de São Pedro, no Vaticano. Mas nenhuma me deixou  tão extasiada quanto esta preciosidade que começou a ser construída em 1605 e só foi concluída 160 anos após. A sua riqueza está nos seus detalhes e ornamentos com influência moura. Colunas salomônicas, ouro e mais ouro no teto e nas paredes, prata em alguns locais . Quadros e esculturas da Escola Quitenha. Um verdadeiro tesouro, onde aves, folhas e uvas participam da decoração.


Não pode se fotografada, mas a porta já dá uma ideia do que vai se encontrar lá dentro.
As fotos abaixo foram tiradas dos postais que comprei durante a visita à igreja. Tudo o que reluz aí, é ouro.


  • Igreja e Convento de São Francisco
Localizados na praça de mesmo nome, foram construídos entre 1535 e 1605. um dos maiores conjuntos arquitetônicos de cidades coloniais.


Passear pela ruas do Centro Histórico de Quito é se deparar com fachadas elaboradas, prédios de grande valor histórico como capelas, igrejas, mosteiros, mas é também conviver com o movimento do dia a dia, já que muito da atividade econômica está integrada à área.




  •  Basílica del Voto Nacional

Inspirada na Catedral de Notre Dame de Paris. Chama atenção os animais nativos(iguanas e tartarugas) como gárgulas. É a maior igreja  em estilo gótico da América Latina.

  • Metade do Mundo
Próximo a Quito está o monumento que representa o ponto onde o planeta é dividido ao meio, pela Linha do Equador, em hemisfério norte e hemisfério sul. No entanto é no Parque próximo dali, o local exato onde passa a Linha, no Museu Inti Ñan.

No Museu um guia explica sobre os usos e costumes das tribos que viveram na região, além de demonstrar, através de brincadeiras e experiências, que ali é realmente o local onde passa a Linha do Equador, como a perda de equilíbrio ao se tentar andar em linha reta sobre ela.  A evidência de que a água de uma pia desce reto pelo ralo quando em cima da Linha, mas forma redemoinhos à direita e à esquerda quando afastada dela. E a mais engraçada, um ovo fica em pé quando colocado em cima da cabeça de um prego, se estiver sobre a Linha do Equador, o centro magnético do planeta, calculado com satélite GPS.



Serviço
Quando: Diariamente das 9:30 às 17 horas
Quanto: US 4,0

















  • Tour Bus
Uma boa opção para percorrer as regiões de interesse da cidade é fazer um passeio no Quito Tour Bus. Um ônibus turístico que oferece passeios na linha hop on, hop off, e com um bilhete pode embarcar e desembarcar quantas vezes quiser em um dia. Há no total 12 paradas.
Serviço
Quando: diariamente
Quanto: 9:00 às 16:00 horas



  • Panecillo
É uma colina de 3 mil metros de altura localizada próxima ao Centro Histórico, onde se tem um mirante que permite uma vista magnífica da cidade. Fincada no alto está a moderna estátua em alumínio da Virgem de Quito. Cheguei ao mirante no passeio que fiz no Tour Bus.





Site úteis(aqui)

Comentários