O Museu das Esculturas



Inaugurado em 1996, o Museu faz parte do Parque Arqueológico de Copã. Nos dois pavimentos estão distribuídos as fachadas dos templos e de habitações da aristocracia copaneca além de estelas e esculturas encontradas nas escavações.






Para ter acesso ao museu se desce por um tunel que representa tanto as escavações, como uma viagem ao inframundo maia - Xibalbá.  Assim que acaba, o que se vê primeiro é a imponente réplica do Templo Rosalila.
O Templo de Rosalila é um exemplo da  rica e extensa cosmogonia maia, com deuses mesclados por animais. O deus sol, a serpente emplumada, espigas de milho, morcegos, ossos e caveiras. Símbolos do ciclo vital: nascimento, crescimento e morte.


Altar Q
Peça escultórica que foi encontrada no Pátio Ocidental na Acrópoles, na base da estrutura 16. Está escrita(esculpida) a sucessão dinástica de Copã. Vê-se o rei Yax-Pasaj recebendo o bastão do poder das mãos do fundador da dinastia Kinich Yax Cuc Mo, de quem os separam mais de 300 anos. Os 14 governantes que o precederam também estão representados sentados sobre o glifo do deus nomes, ordenado cronologicamente no sentido horário, ao redor da estrutura.



 Pedra Angular de Copã
Esse disco talhado em pedra serviu de lápide de uma cripta, foi encontrado em 1993 e está associado a um templo mais antigo que está sob a Escadaria dos Hieroglifos. tem a inscrição hieroglífica mais antiga conhecida do sítio. Dois governantes ocupam o círculo de quatro segmentos, que representa a porta aberta do inframundo. Um é o primeiro governante da dinastia(da esquerda) o outro é o seu filho.

Original                                                                          Reconstrução




Quanto: 150 lempiras(US 7,00)


Na cidade de Copã Ruínas, em frente a praça principal há o Museo de Arqueologia. Lá estão artefatos encontrados na zona arqueológica, além da representação da tumba do escriba que foi encontrada em Las Sepulturas.
Quanto: 63 lempiras(US 3,00)





  • A pequena cidade de Copã Ruínas


Praça Central

Como a economia da cidade gira em torno do turismo, há vários bares, lanchonetes, pousadas, café, hotéis, restaurante, lojas de souvenires e de produtos e artigos relacionados aos maias. Agências de turismo e dois bancos. Fique atento: apenas um dos bancos faz cambio de euros. O melhor é ter lempiras ou dólares.

Comentários

olhodopombo disse…
QUE LEGAL. adorei isso....