Lago Titicaca



O “lago do mistério”, essa foi a definição dada pelo mergulhador francês Jaques Cousteau em 1968 quando chefiou as primeiras pesquisas científicas nas profundezas das águas azuis e cristalinas do Titicaca.  Encravado no altiplano andino, 3.812 metros de altitude é o lago navegável mais alto do mundo. Seus 8.300 mil km², 164 Km de extensão e 64 kms de largura são divididos entre a Bolívia e o Peru, este com 60% de suas águas, que resultam do degelo dos picos nevados da Cordilheira dos Andes.




A cidade de Puno se estende nas suas margens no lado peruano e dela se pode visitar as Ilhas dos UrosTaquile e Amanti. 
Do Lado boliviano estão a Ilha do Sol e a da Lua, tendo Copacabana como base.
Os moradores dessas ilhas na sua maioria, mantêm um modo de vida tradicional, dedicando-se à pesca, à agricultura e à tecelagem manual. Com o crescimento do turismo é possível se hospedar com uma família local(Taquile e Amanti) e vivenciar um pouco das suas tradições.
Foram encontrados alguns sítios arqueológicos na Ilhas do Sol e da Lua. Muito da mitologia andina está relacionada com o Lago Titicaca. Não por acaso ele é considerado o lugar de origem dos fundadores do Império Inca.
Mas muito antes dos incas essa região em torno do Lago já era habitada pelos Collas, cujo complexo funerário, em  Sillustani, pode ser visitado.

Comentários