Rota 2 - Caminhos Andinos


Chegou a oportunidade de retomar a meta de conhecer a América do Sul. Como estava no Amazonas e fazia alguns meses que tinha sido inaugurada a Rodovia do Pacífico, que liga o Brasil ao litoral desse oceano e atravessa os Andes, resolvi que a Rota 2 teria um traçado diferente do que havia estabelecido no início do planejamento do roteiro pela América do Sul. Entre outubro e novembro de 2011, percorri as terras que foram pano de fundo para o surgimento de uma das mais desenvolvidas civilizações pré-colombianas, os incas.








Esse povo, autodenominado Filhos do Sol, dominou uma vasta extensão de terras no continente sul americano, hoje correspondendo a área entre o norte da Argentina e o Equador.

Do Amazonas segui para Rondônia, de onde embarquei num voo rumo ao Acre. De lá iniciei a segunda etapa do Projeto América do Sul, percorrendo os Andes peruanos, o altiplano boliviano, o Deserto do Atacama e toda a costa sul do Peru até a sua capital, Lima. Foram 30 dias de viagem.

No Acre, onde além de conhecer a capital, Rio Branco, segui para a pequena Xapuri, terra onde nasceu e foi assassinado o líder seringueiro Chico Mendes. De lá, pela recém inaugurada Rodovia do Pacífico, atravessei a Amazônia Peruana em direção à Cordilheira dos Andes, onde conheci Cusco, Machu Picchu, Puno e Arequipa.

Beirando o Lago Titicaca, cheguei à boliviana Copacabana e de lá à capital, La Paz. Mas, chegar até ali e não atravessar o Salar de Uyuni seria um pecado! E lá fui eu enfrentar as baixas temperaturas e grandes altitudes do Altiplano para me deslumbrar com as belíssimas e surreais paisagens do sul boliviano.

O Deserto de Atacama estava logo ali, e descendo cerca de 1000 metros por uma íngreme estrada em apenas 30 minutos, cheguei à cidadezinha de São Pedro do Atacama, no norte chileno. De lá, o retorno ao Peru foi pelo litoral e assim conheci Nazca e suas famosas Linhas, Paracas e as Ilhas Ballestas e por fim, Lima, a capital peruana, de onde regressei ao Brasil.


O Roteiro

Dia 1 – O dia começou cedo atravessando de taxi (R$ 10,00) a Fronteira Brasil-Peru em Assis Brasil, no Acre. Passada a ponte que separa os dois países e 2 km após já me encontrava em Iñapari.

Dia 2 – Na noite do dia anterior partimos de Puerto Maldonado com destino a Cusco. Porém, ficamos toda a madrugada na pista aguardando a retirada de grandes blocos de pedras que caíram com um desmoronamento. Passamos as primeiras seis horas daquela manhã cruzando os Andes pela "Rodovia do Pacífico". A tarde foi dedicada ao merecido repouso, afinal estávamos a 3.200 m.s.n.m.


Dia 3 – Cusco

Dia de visita ao Museu Inka, localizado na mesma rua do hotel. 




Depois, a primeira visão da bela Plaza de Armas com as duas igrejas que dominam o cenário: a Catedral e La Compañia. 






A tarde foi reservada para La Merced, igreja e museu, onde se encontra um rico relicário do século 17, e um passeio pelas ruas históricas de Cusco.





 



Dia 4 – Cusco
Pela manhã fui conhecer a arte deixada pelos povos que ocuparam a região desde 1250 a.C. a 1532 da nossa era, no Museu de Arte Pré-Colombiana.

A tarde fiz o City Tour, visitando a Catedral, o Qoricancha e as ruínas incas nos arredores de Cusco: Sacsayhuaman, Qenko, Puca Pucara e Tombomachay.



Catedral
Qoricancha
Sacsayhuaman
Qenko
Pucapucara
Tombomachay
Cusco

Dia 5 – Vale Sagrado

Em um grupo fui de Cusco até a pequena Ollantaytambo, passando por Pisac, e de lá segui de trem até Aguas Calientes, onde dormi.

Primeira parada: barracas de artesanato. Apesar da bela música que tocava o tempo foi muito ais do que necessário no local.

A pose aí não foi gratuita, ganhou uma grana para sair na foto.

A segunda parada foi no mirante onde se pode ver o Rio Urubamba e a Cordilheira dos Andes ao Fundo.


 

A seguir: Pisac, ruínas e sua famosa feira de artesanato.






Depois do almoço nos dirigimos para Ollantaytambo.




E de trem, cheguei em Aguas Calientes.


Dia 6 – Machu Picchu
Logo cedo, em um micro ônibus cheguei a Machu Picchu. Por cerca de 3 horas subi e desci os caminhos e plataformas da velha cidade inca. De volta à Aguas Calientes embarquei no trem VistaDome até Poroy. A viagem é linda!






Dia 7 – De Cusco a Puno, pela Rota do Sol

Dia 8 – Puno

O dia foi dedicado ao passeio pelo Lago Titicaca, conhecendo a Ilha dos Uros e Ilha Taquile.

Dia 9 - Puno

Pela manhã conheci o Museu Carlos Dreyer e à tarde fiz uma visita ao complexo funerário de Sillustani.



Dia 10 - De Puno à Copacabana

Cedo parti de Puno em direção à Copacabana, na Bolívia.  À tarde um passeio em Isla del Sol.



Dia 11 - Copacabana.  Subida ao Cerro Calvário.




Dia 12 - Tour à Catedral de Copacabana e feira típica. À tarde, viagem para La Paz.

                               
                                Estreito de Tiquina/Lago Titicaca

Dia 13 - Visita à Tiwanaku





Dia 14 - La Paz: City Tour


Dia 15 - Viagem de La Paz à Oruro (ônibus). De Oruro à Uyuni(trem)
A caminho de Oruro

A caminho de Uyuni

Dia 16 - Salar de Uyuni(1º dia): Cemitério de Trens e Isla Pescado

Dia 17 - Salar de Uyuni(2º dia): 
Lagoa Cañapa, Lagoa Hedionda,Laguna Colorada e Deserto de Siloli



Dia 18 - Salar de Uyuni(3º dia): Gêiser Sol de Mañana, Laguna Verde, Laguna Branca. Seguindo viagem em direção ao Chile( San Pedro de Atacama).


Comentários