Veneza - Cidade Flutuante


Muitas cidades já quiseram a ela se comparar, mas Veneza é única! Uma obra prima que nos brinda com magníficas paisagens refletidas nas plácidas águas de seus inúmeros canais, resultantes da perfeita integração da fantástica luz do seu meio natural com a bela arquitetura de seus monumentos renascentistas.





De personalidade própria, a Sereníssima não se rende à modernidade. Hoje, séculos depois, apesar de todo o processo de globalização, estão lá as centenárias construções tais como eram desde a sua fundação. 
Apesar do sombrio aspecto de muitas dessas construções, onde o reboco perdido de suas paredes descascadas  nos deixa ver a alvenaria antiga, a cidade nos encanta do jeito que é.
Veneza resiste ao tempo, embora sofra a ameaça permanente de afundamento por conta da elevação do nível do Mar Adriático e pelo peso de suas construções sobre as precárias fundações.

A cidade se espalha sobre 118 ilhotas, muitas das quais separadas por canais e ligadas por pontes. Praticamente não há ruas, apenas vielas e becos sem saída, consequentemente carros não trafegam por ali. A única forma para se deslocar por lá é utilizando o transporte aquático ou a pé. Por isso você sempre vê gente de um lado para o outro e um vai e vem de barcos, lanchas e gôndolas.


Esse labirinto que é Veneza proporciona passeios inusitados,já que não havendo carros, você caminha com uma certa tranquilidade pelas ruelas, apesar da quantidade de turistas,  e como nem sempre há placas com indicação de onde você está, o comum é se perder. 


Mas até aí você já se encantou  com a elaborada arquitetura dos prédios, que possuem grande influência bizantina, com as inúmeras e diferentes máscaras à venda em lojas de todos os tamanhos e até em camelô, além de ter apreciado o passeio das gôndolas pelos estreitos canais da cidade, não sem antes fotografar os interessantes adereços das magestosas portas. E não se preocupe, com certeza encontrará o caminho de volta.



Muitos nomes e apelidos já lhe foram dados, no entanto o que mais a define, para mim, é Cidade Flutuante.
           

Veneza é Linda!


O que vi na Cidade Flutuante

Apesar de todas as informações que dispunha sobre Veneza, nada me preparou para a surpresa que tive ao me deparar com a linda cidade flutuante.Mas verdade seja dita, a cidade não agrada a todos. Eu, pelo menos, ADOREI! Infelizmente o tempo foi curto para explorá-la como deveria, isto é, perder-me pelos seus becos e vielas, visitar alguns dos seus museus e outras igrejas e, quem sabe, fazer um passeio de gôndola.
Não poderia ir à Itália e não incluir Veneza. Mas na programação só lhe estavam destinados dois dias e meio, e um deles foi utilizado para uma visita a Murano e Burano
No entanto o tempo em que lá fiquei valeu pelo que vi, como a Piazza e Basílica di San Marco, o Palazzo Ducale.
As famosas Ponte Rialto e a do Suspiro, um concerto com obras de Vivaldi em uma Igreja, além de navegar e navegar pelo Grande Canal, deixando-me levar pela beleza arquitetônica dessa magnífica cidade.
Fascinada pela História como sou, não poderia deixar de fora um pouco do que se conta da origem de um dos maiores impérios comerciais marítimos do mundo(veja aqui).

Como ficou um gostinho de quero mais, será um ótimo motivo para retornar a Veneza.

Atualizando(2015)Para se encantar mais dê uma olhada nesse vídeo 

Comentários