Fronteira: Peru - Bolívia



Cerca de 3 horas separam Puno, no Peru, de Copacabana, na Bolívia, com o imenso azul do Lago Titicaca embelezando quase toda a viagem.












Como foi a viagem


Cedo da manhã chegou o transfer que me levaria até a rodoviária de Puno. Este, como todos os transportes até chegar em La Paz, foram reservados ainda no Brasil. Como vira muitos relatos da precariedade dos meios de locomoção terrestre na Bolívia, preferi montar um pacote com a empresa que gerencia o Hotel Rosário del Lago, em Copacabana(Turisbus), já que era onde eu ficaria hospedada naquela cidade. Assim, na noite anterior a minha partida de Puno, uma funcionária de uma agência foi me entregar o voucher e combinar o horário de saída.

Passava das 8 horas da manhã quando, a bordo do ônibus da Tour Peru, deixávamos a última cidade peruana, em direção à Bolívia. Foram três horas de uma tranquila viagem, bordeando em todo o trajeto o plácido Lago Titicaca. Seu azul profundo, como um espelho, refletia o imponente céu. À sua margem, desfilaram vários povoados até chegarmos em Yunguno, na fronteira.


fronteira Peru-Bolívia







O ônibus para em frente a uma lanchonete onde aproveitei para fazer o cambio, adquirindo alguns bolivianos. De lá segui para a imigração e polícia peruana, onde formalizei minha saída do Peru. Neste momento ouvi que alguém gritava o meu nome, era o guia do hotel Rosário del Lago, que estava ali para acompanhar os passageiros que iriam se hospedar naquele hotel.

A travessia Peru-Bolívia é feita a pé. Todos descem do ônibus e caminham poucos metros até a imigração boliviana, no entanto se trata de um aclive e para quem já está sofrendo o efeito da altitude, só vem aumentar o cansaço.

Lado peruano


Já havia uma imensa fila de estrangeiros, na maioria jovens mochileiros, aguardando o visto de entrada. Apesar das instalações um pouco precárias, não houve demora. Visto carimbado no passaporte e sigo para o ônibus que nos aguardava já do lado boliviano. Alguns minutos e entra um "fiscal" pedindo cerca de 1 boliviano para entrarmos na Bolívia. Cerca de 15 km depois, entrávamos na primeira cidade boliviana, Copacabana.

Lado boliviano


Desembarcamos na Praça Sucre, onde o movimento é intenso de ônibus e vans que chegam ou partem para La Paz ou Puno. Alguns minutos depois, tomávamos o transfer que nos deixou no hotel Rosário. 

Comentários