Piauí


É um Estado muito grande, o terceiro maior do Nordeste, com mais de 250 mil km². Possui diversas paisagens naturais em seu território: manguezais no litoral, caatinga no semi-árido, o cerrado do extremo sul e a área de transição entre a caatinga e a Amazônia, com uma vegetação típica, a Mata de Cocais (palmeiras: carnaúba, babaçu, buriti, tucum), onde está localizada Teresina, a capital.
Algumas singularidades caracterizam esse estado. É o único do Nordeste cuja capital não é banhada pelo Oceano Atlântico e possui a menor faixa litorânea, 66 km.

Teve sua ocupação a partir do sertão, pela ação de aventureiros/tropeiros que se deslocaram da Bahia e de Pernambuco no século 17, fundando os primeiros lugarejos e vilas ao longo do Rio Parnaíba, o segundo maior da região. Porém a região já era ocupada por diversas nações indígenas, escravizadas e dizimadas pelo homem branco que aí chegou.


Vestígios da presença do homem de cerca de 50.000 anos atrás foram encontrados em algumas regiões do Estado.



...Eu nunca tinha estado no Piauí. Embora já conhecesse algumas capitais nordestinas, Teresina nunca me despertou o interesse para conhecê-la, muito menos qualquer outro lugar deste Estado, até tomar conhecimento da riqueza natural e histórica que lá existe.

...Apesar da beleza de sua diminuta costa litorânea, foi o interior com suas surpresas inusitadas, como os vestígios da presença do homem primitivo no Nordeste, que me levaram à Serra da Capivara. Nesse post eu conto como foi esse encontro.


...Ao norte do Piauí, entre o Cerrado e a Caatinga, abrigam-se formações rochosas que ao longo de milhares de anos, o vento, as chuvas e a flora se encarregaram de esculpi-las, formando monumentos naturais que lembram imagens de animais, figuras humanas e símbolos. Para ver mais veja aqui

                                     *  domínio público

Comentários